sábado, 5 de abril de 2014

ESCEMfp - ESCOLA EMPRESA DE FORMAÇÃO DE PESSOAS - FOTOS DAS TURMAS DO CURSO INICIADO EM FEVEREIRO E TÉRMINO EM JUNHO 2014















quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

31 ALUNOS RECEBEM CERTIFICADO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA ESCEMfp

Turma da manhã, das 9 às 11 horas
Turma da tarde, das 14 às 16 horas
A ESCEMfp - ESCOLA EMPRESA DE FORMAÇÃO DE PESSOAS, entregou no último dia 7 de dezembro, o certificado para 31 alunos, que com sucesso frequentaram as aulas e concluiram o curso de ensino básico de departamento pessoal, fiscal e contábil, iniciadas em meados de agosto.
O objetivo foi levar aos alunos de uma maneira bem prática e com informações atualizadas o dia a dia de um escritório de contabilidade ou de um escritório de uma empresa, abrangendo os aspectos trabalhista, previdenciário, fiscal, tributário e contabilidade básica.
Durante o curso, a medida que ocorriam alterações na legislação, os alunos eram informados em tempo real sobre as mudanças.
O curso é aberto todos os interessados, desde quem não tem o mínimo de conhecimento, quanto para quem já conhece ou trabalha na área e quer se aprimorar. Empresarios, estudantes, colaboradores tiveram a oportunidade de aprenderem um pouco mais sobre a legislação que rege as três dimensões da grade, como interpretá-las e como aplicá-las no seu dia a dia.
Testemunhou um empresário que, por ter participado do curso, acumulou elementos e teve argumentos para discutir uma demanda trabalhista numa rodada de negociação com um sindicato após tomar conhecimento de como funciona o departamento pessoal de uma empresa.
Os alunos aprovaram o perfil de ensino da escola:
"O curso me ajudou mais ainda a aprofundar em alguns aspectos, principalmente na parte fiscal, a qual me identifico muito. Foi uma experiência muito gratificante. Obrigada!".
"Na parte pessoal ver mais nossos direitos e deveres e como as empresas se comportam em relação aos seus empregados".
"O curso me ajudou a reforçar as informações de meu trabalho, na área fiscal e também na faculdade, na área contábil".
"Estava um pouco perdido. O curso foi uma ajuda para esclarecer muitas dúvidas".
"O curso me proporcionou novos rumos profissionais".
"É um ótimo curso para apresentar em meu currículo".
Para os alunos que ainda não estão no mercado de trabalho, a escola tem por objetivo enviar currículos para as empresas.
 "A ESCEMfp foi fundamental para minha recolocação no mercado de trabalho. Me trouxe novos conhecimentos e abriu portas para novos rumos em minha vida", relata Andréia Dias Duarte. 
 Em 2014 teremos mais dois cursos, o primeiro com início em fevereiro e término em junho, e logo em agosto, o segundo, com término em dezembro.
A ESCEMfp funciona na Rua Barão de Monte Santo, 10, Aparecida, anexo à Usimaq. As aulas são ministradas apenas aos sábados,em duas turmas, das 9 às 11 e das 14 às 16 horas.
Para quaisquer informações (19)3656-5236 - Celular (19)99310-1367 - e-mail: jxmelo@ig.com.br - www.escemfp.com.br































domingo, 24 de novembro de 2013

ESCEMfp MINISTRA CURSOS EM QUATRO MESES ACOMPANHANDO E INFORMANDO EM TEMPO REAL AS MUDANÇAS NA LEGISLAÇÃO!

Professores da ESCEMfp militam nas áreas de RH/Pessoal, Fiscal/Tributário e contábil, portanto passam informações atualizadas e em tempo real, as mesmas a que são submetidas as empresas, grandes ou pequenas.
 
Geralmente um curso de ciências contábeis tem a duração de quatro anos e não raras às vezes os alunos, após a conclusão do curso, vão para o mercado de trabalho com certa ineficiência, visto que corpo docente em si não milita na área e por vezes lançam mão de material didático um tanto ultrapassado. Poucos são os professores que acrescentam teor novo, dinâmico e atualizado nas matérias.
Prova disso são os altos índices de reprovação nos exames de suficiência da classe contábil. Clique aqui e leia matéria a respeito.
De qualquer maneira, sem a formação acadêmica e um diploma de conclusão de curso, a pessoa não se credencia para trabalhar em empresas que pela por sua política de contração assim o exige.
Caso haja uma revolução nos métodos de ensino adotados atualmente, poderia se reduzir a menos da  metade o tempo passado na escola.
Uma aluna de nosso ensino básico disse que aprendeu muito mais nos quatro meses de curso do que no tempo que está concluindo o curso em uma faculdade. É claro que uma coisa completa a outra e sabemos que a questão depende mais do aluno do que do professor e da instituição.
Ensinamos nossos alunos que, assim como a vivência da missa começa quando a celebração termina, o mesmo acontece na instância acadêmica, o aprimoramente começa quando termina a aula e não dentro da sala de aula ou nos anos de frequência na faculdade ou univerdade. No ambiente escolar são passadas algumas pistas e orientações e que só os mais interessados conseguirão assimilar o conteúdo complementando com o próprio trabalho, cursos complementares e muita curiosidade e empenho em aprender.
Hoje, o profissional ideal está sempre em formação. "Uma boa base acadêmica deve ser aprimorada com a curiosidade, eficiência e tato no relacionamento com pessoas e grupos". Quem afirma isso é Pedro Melo, presidente da KPMG em entrevista concedida a Revista Bimestral Gestor Contábil 4ª edição.
Completa que "as universidades são uma parte muito importante na construção de um profissional competente, desde que o aluno aproveite o conteúdo oferecido".
Na ESCEMfp, os professores de departamento pessoal, fiscal e contábil militam na área e trazem à tona um ensino sempre atualizado não tendo como ser diferente pois é o cotidiano que eles vivem diariamente.
Planilha auxiliar para emissão de nota fiscal baseada nas aquisições e parametrização em relação ao destino final de cada produto adquirido = matéria prima, revenda, ativo fixo ou material de consumo.
Para ilustrar, nosso módulo fiscal foi dado em 12 horas e nesse período ocorreram várias mudanças e outras são anunciadas para 2014, portanto, quem participar do próximo curso, o teor já não será o mesmo dado anteriormente.
Um exemplo interessante foram as mudanças implementadas pelo governo paulista por meio do Decreto 59.619 de 18-10-2013 e Port. Cat. 109, de 24-10-2013. Alguns produtos que antes, até 31 de outubro de 2013 estavam no regime de substituição tributária, ou seja, com o ICMS pago antecipadamente estando, e após 1º de novembro seriam excluídos deste regime e passariam para tributação normal e vice-versa, produtos que não estavam no regime, passariam para este naquela data.
Os alunos acompanharam as mudanças sendo que alguns produtos foram levados na sala de aula o que facilitou o entendimento. Veja nas ilustrações abaixo, o produto aparelho de barbear, que até 31 de outubro estava com uma situação tributária de 18% e depois, após 1º de novembro, já estava no regime de substituição tributária, tendo as empresas se submetida aos procedimentos previstos no decreto legislativo que implementaram as mudanças. 
 clique na imagem para aumentá-la 
Nos dois cupons são mencionadas duas mercadorias adquiridas no dia 25 de outrubro, antes da vigência das alterações e outro com as mesmas mercadorias adquiridas em 8 de novembro de 2013. Percebam que o item absorvente não sofreu alteração na sua situação tributária, ao passo que o item prestobarba antes estava com a menção T03, indicando cf. mostra a legenda do documento, a alíquota de 18% e após com a situação tributária F1, ou seja, significando que está a partir do decreto no regime de substituição tributária.
 Aparelho de barbear, antes 18% no ECF e após 1º de novembro, "F1".
Os profissionais que militam no departamento fiscal de uma empresa ou em um escritório de contabilidade, devem ficar de antena ligada acompanhando a legislação dioturnamente, do contrário não conseguirão se atualizar e colocará seus clientes em risco, lembrando que tudo começa na empresa, porque é pelo cadastro do produto que iremos identificar qual a situação tributária de cada produto em relação a todos os tributos a que está sujeita.